Seu Navegador não tem suporte a esse JavaScript!
 
Data: 02/07/2018 Hora: 13:51:14
Prefeito assina Convênio no Palácio dos Bandeirantes em São Paulo

O prefeito do município de Guarani d'Oeste, Nilson Timporim Caffer, esteve na tarde da última quinta-feira (28) no Palácio dos Bandeirantes em São Paulo para assinatura de um convênio no valor de R$ 200.000,00 na Secretaria de Planejamento e Gestão para obras de infraestrutura Urbana.

O recurso será destinado para recapeamento asfáltico na vicinal João Moreira dos Santos. A via interliga o centro da cidade até o distrito industrial, além fazer a interligação para algumas estradas rurais do município.

O convênio irá beneficiar toda á população do município que depende da vicinal para o escoamento da produção agrícola e industrial, além de facilitar a locomoção de carros e pessoas que utilizam a via.

O prefeito Nilson Timporim Caffer agradeceu ao Governador do Estado Márcio França pela celebração do convênio. "O Governador está sendo um grande parceiro do nosso município e fico feliz por mais esta conquista para a cidade, pois estes convênios beneficiam diretamente a população que depende da via para se locomover." Destacou Timporim.  

Na oportunidade o secretário de Planejamento e Gestão, Maurício Juvenal, destacou o empenho social que o governo tem aplicado em seus programas. "Já vivi experiências transformadoras nesse governo, com projetos sociais no Turismo e no Desenvolvimento Econômico. Agora, esse programa de recapeamento é mais um deles. Oportunizamos por meio de convênios para asfalto uma qualidade de vida melhor, a valorização das cidades. Política pública só é de verdade quando transforma", disse.

O governador Márcio França ressaltou a importância que os mandatários possuem em transmitir otimismo e confiança à população. Disse também que o governo visa propostas que trabalhem e atendam todo o Estado. "Nós vamos trabalhar pelas cidades, valorizar os municípios. Eu tive bons professores, um deles, Mário Covas, me ensinou que o dinheiro mais bem gasto é o que vai para a mão do prefeito. O prefeito sabe das necessidades locais, consegue economizar e ainda contrata mão-de-obra local".

Enviar esta notícia para um amigo

Reportar erro