Seu Navegador não tem suporte a esse JavaScript!
 
Data: 18/07/2017 Hora: 16:38:00
USO DE FONTES DE ENERGIA RENOVÁVEIS DE BAIXO IMPACTO AMBIENTAL

As fontes renováveis de energia são aquelas formas de produção de energia em que suas fontes são capazes de manter-se disponíveis durante um longo prazo, contando com recursos que se regeneram ou que se mantêm ativos permanentemente. Em outras palavras, fontes de energia renováveis são aquelas que contam com recursos não esgotáveis.
Existem vários tipos de fontes renováveis de energia, das quais podemos citar a energia solar, que consiste no aproveitamento da radiação solar emitida sobre a Terra. Trata-se, portanto, de uma fonte de energia que, além de inesgotável, é altamente potente, pois uma grande quantidade de radiação é emitida sobre o planeta todos os dias. Existem duas formas de utilização da energia solar, a fotovoltaica, em que placas fotovoltaicas convertem a radiação solar em energia elétrica, e a térmica, que aquece a água e o ambiente, sendo utilizada em casas ou também em termoelétricas através da conversão da água em vapor, este responsável por movimentar as turbinas que acionam os geradores.
Outras formas de incentivar o uso de fontes de energia renovável é preferir  abastecimento dos veículos com o combustível Etanol, em virtude do mesmo ser obtido da cana-de-açúcar, dando-se de forma renovável, sendo uma produção mais limpa e ainda causando menor impacto na emissão de poluentes na queima do combustível.
Podemos citar também a importância da troca das lâmpadas fluorescentes e incandescentes por LED, tendo como principal objetivo é o baixo consumo de energia e consequentemente a racionalização dos recursos renováveis.  As lâmpadas de LED consomem até sete vezes menos que as incandescentes e representam metade do gasto das lâmpadas fluorescentes. Portanto a economia de energia é o efeito, mas o principal é conscientizar a utilizar energia de forma consciente. Uma das formas é essa, substituindo o equipamento que consome muito por outro que proporciona a mesma iluminação e consome menos energia. A economia de energia beneficia o meio ambiente e, além disso, gera menos resíduos para serem descartados, já que a alta durabilidade da tecnologia LED evita que as trocas de lâmpadas sejam tão frequentes, já que um LED dura 13 anos, nesse tempo você trocaria 33 vezes a lâmpada incandescente, resíduo que pode contaminar o meio ambiente e os recursos naturais.

Aproveitar o período noturno para irrigar a lavoura também é uma alternativa economicamente vantajosa para o produtor rural, tanto no que tange ao aumento da produção como na diminuição dos gastos com energia. Além disso, a irrigação noturna ainda é ambientalmente sustentável, garantindo plantações mais fortes e diminuição no uso de agrotóxicos. Verifica-se também, menor consumo de água, utilizando-a apenas nos pontos necessários. Como forma de incentivo, o pequeno produtor ganha também desconto na tarifa de energia elétrica. Dessa forma, faz com que os recursos naturais sejam preservados, já que muitos deles, que utilizavam combustível fóssil para alimentar seus geradores, estão trocando pela energia elétrica, que é mais limpa e mais barata, chegando a ter uma redução de gastos de até 20%.

Fonte: Renata Cardoso/ Eng. Agrônoma

Enviar esta notícia para um amigo

Reportar erro